Mindfullness - Costura como passa tempo

6

Quem costura sabe que essa é uma atividade que requer muita atenção. Um tecido mal cortado não se reintegra, uma costura errada pode arruinar todo um trabalho e um erro com a agulha pode ser muito perigoso. Por todas essas razões, a costura é uma prática muito útil no desenvolvimento de um estado mental que vem recebendo cada vez mais atenção nos últimos tempos por contribuir de maneira importantíssima para o aumento da produtividade no dia-a-dia, o mindfulness.

Mindful é o estado de atenção pleno na execução da tarefa ou na experiência vivida no presente. Estar em frequente estado Mindful é praticar o que é denominado por alguns estudiosos da área como Mindfullness.

O Mindfullness tem como origem a filosofia budista, que foi adaptado para a realidade de nossa sociedade no meio do século passado e tem se popularizado cada vez mais por ter ajudado muitas pessoas, principalmente no meio empresarial, a conseguir melhores resultados tanto no cotidiano quanto no longo prazo.

Mindfluness-Costura como passa tempo

Para conseguir níveis de atenção plena cada vez mais elevados são utilizadas técnicas específicas como meditação e práticas similares. Nesse sentido, a costura pode contribuir por ser uma atividade de longa duração e com altas exigências de atenção. Para exercitar a prática do mindfullness durante o trabalho na oficina ou com costura de maneira geral, o ideal é se desconectar de demais preocupações ou distrações, como o celular, e buscar a concentração máxima à atividade pelo maior tempo possível.

Em conjunto com essas pequenas dicas, é altamente recomendável o acompanhamento de profissionais capacitados para que sejam alcançados melhores resultados.

Como benefício, a prática do mindfullness, pode trazer para sua vida profissional, dentro ou fora do seu ateliê, mais produtividade, criatividade, quem não quer ser mais criativo na hora de costurar certo? Maior qualidade de vida e capacidade para lidar com problemas emocionais, que pode fazer maravilhas também em sua vida pessoal e até amorosa.

O que achou? Será que não vale a pena tentar começar a costurar com uma pitada de mindfullness?

Janome, apaixone-se